Está aqui

Informações

Como dar sangue?

Podem dar sangue todas as pessoas com bom estado de saúde, com hábitos de vida saudáveis, peso igual ou superior a 50kg e idade compreendida entre os 18 e 65 anos. Para uma primeira dádiva o limite de idade é aos 60 anos, fazendo-se sempre acompanhar do Cartão de Cidadão e do Cartão de Dador.

Os homens podem dar sangue de 3 em 3 meses (4 vezes ao ano) e as mulheres de 4 em 4 meses (3 vezes ao ano), sem nenhum prejuízo para si próprios. Dar sangue não engorda, não enfraquece e não causa habituação. A dádiva de sangue não deve ser efectuada em jejum - deve-se tomar, por exemplo, uma sanduíche e um sumo.

O candidato a dador é sempre observado pelo médico, que avalia o seu estado de saúde mediante a história clínica e os seus hábitos de vida. A entrevista médica tem como objectivo salvaguardar a saúde do próprio dador, bem como a saúde do doente que irá receber o sangue. Depois da história clínica, o dador é submetido a um exame sumário com medição do pulso, da tensão arterial e doseamento da hemoglobina, para ver se os glóbulos vermelhos são suficientes para dar sangue sem prejuízo para a sua saúde. Se houver alguma anomalia o dador poderá ser suspenso temporária ou definitivamente, dependendo da situação.

Devido ao comportamento e ao estilo de vida, algumas pessoas não devem dar sangue por estarem mais expostas a determinados agentes infecciosos, que podem comprometer a segurança da transfusão.

 

Para a segurança do doente não dê sangue se:

  • Alguma vez utilizou drogas por via endovenosa;
  • Teve contactos sexuais a troco de dinheiro ou drogas;
  • Sendo homem, teve contactos sexuais com homens;
  • Teve contactos sexuais com múltiplos (as) parceiros (as); 

Se foi parceiro sexual de:

  • Qualquer dos grupos anteriores;
  • Seropositivo para o Vírus de Imunodeficiência Humana – VIH;
  • Portador crónico do Vírus da Hepatite B e Hepatite C – VHB, VHC; 

E, ainda, se:

  • Tem história familiar de Doença de Creutzfeldt-Jacob e variante – DCJ, vDCJ; 
  • Fez tratamento com hormona de crescimento, pituitária ou gonadotrofina de origem humana; 
  • Fez transplante de córnea ou dura-máter; 
  • Tem Epilepsia, Diabetes insulino-dependente ou Hipertensão grave; 
  • Teve Paludismo/Malária nos últimos 3 anos; 
  • Teve parto nos últimos 12 meses; 
  • Fez transfusão nos últimos 12 meses; 
  • Foi operado nos últimos 6 meses; 
  • Fez Endoscopia nos últimos 12 meses; 
  • Fez tatuagem ou piercing nos últimos 12 meses; 
  • Teve um novo(a) parceiro(a) sexual nos últimos 6 meses.

Recordamos que a Associação de Dadores de Sangue do Concelho de Aveiro – ADASCA –, promove as suas sessões de colheitas de sangue às 4ª.s Feiras e Sábados no Posto Fixo, localizado no Mercado Municipal de Santiago (Rua de Ovar) 1º. Piso.

 

Associe-se a nós e beneficie dos nossos 19 Protocolos em vigor, que também são extensíveis aos familiares mais directos do(a) dador(a) de sangue. Estes Protocolos não são acumuláveis com outros da ADSE ou da ACASA. Para usufruir dos mesmos ser-lhe-á entregue um Cartão de Sócio, sem obrigação de cotas ou jóias.

 

Mais informações: 234 095 331
E-mail: geral@adasca.pt

Tome nota: Dê sangue hoje porque amanhã pode ser tarde...

O Presidente da ADASCA,
Joaquim M. C. Carlos